segunda-feira, 26 de setembro de 2016

O estupro está no nosso meio

 Foto da campanha, traz a frase It happens (Isto acontece). 
O caso de coronel acusado de estuprar uma criança de 2 anos indica que a violência sexual pode estar muito próxima de nós. Denuncie e ajude a acabar com os 527 mil estupros que ocorrem todos os anos no Brasil. Em 10 de setembro, mais uma notícia de violência sexual ganhou as páginas dos noticiários no Brasil. Desta vez, a vítima foi uma criança. O coronel reformado da Polícia Militar Pedro Chavarry Duarte, de 62 anos, foi preso em flagrante sob acusação de estupro de vulnerável e corrupção, após denúncia anônima. Ele foi flagrado em um carro com uma menina de 2 anos, nua, no bairro de Ramos, na zona norte do Rio de Janeiro (RJ). A informação foi divulgada pela Agência Brasil e pelos jornais de grande circulação.

O Estado de São Paulo

Para tentar encerrar a ocorrência, o coronel ofereceu vantagens aos policiais militares que o encontraram. Um deles filmou a tentativa de suborno. O acusado foi encaminhado ao Batalhão Especial Prisional da PM, em Niterói, onde permanecia preso até o fechamento desta edição. O crime de estupro de vulnerável tem pena de até 15 anos de prisão, enquanto a corrupção ativa pode render 12 anos de reclusão. Antes de ser preso, Chavarry presidia a Caixa Beneficente da Polícia Militar do Rio de Janeiro. O site da instituição diz que ele é um homem influente e “católico praticante”.

O caso ainda está sob investigação e, por enquanto, não é possível afirmar se Chavarry é culpado ou inocente. Uma mulher de 23 anos acusada de entregar a criança ao coronel foi presa no dia 13. Na década de 1990, Chavarry chegou a ser preso por suspeita de tráfico de bebês, mas não foi condenado.

Estupro de crianças

Das 527 mil vítimas de estupros cometidos por ano no Brasil, 70% são crianças e adolescentes, segundo uma pesquisa do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea). O estudo, feito com informações de 2011 do Ministério da Saúde, indica que só 10% dos casos chegam ao conhecimento da polícia. Cerca de 24% dos agressores de crianças são os próprios pais ou padrastos e 32,2% são amigos ou conhecidos da vítima.

Violência em todo lugar

O número assustador de estupros no País comprova que o caso da menina de 2 anos encontrada no carro do coronel não é isolado. Em maio deste ano, o tema voltou a ser debatido na sociedade brasileira após o estupro coletivo de uma adolescente no Rio. Mas o fato é que a violência sexual ainda não recebe a atenção necessária e muitas vezes passa despercebida.

Os crimes sexuais não ocorrem só no Brasil. Nos Estados Unidos, são registrados 293 mil novos casos de estupro por ano, segundo o governo. Quatro em cada dez vítimas têm menos de 18 anos.

Para chamar atenção para o tema, a estudante norte-americana Yana Mazurkevich, de 22 anos, criou uma campanha que mostra fotos de situações de abuso sexual. As imagens indicam que o estupro pode acontecer em qualquer lugar, a qualquer momento e contra qualquer pessoa, não importa a idade, o sexo ou a cor da pele. Cada foto traz a frase It happens (Isto acontece). As imagens mostram cenas de violência em festas, no trabalho, na rua, na escola e em casa.

A campanha feita por Yana foi inspirada na revolta pela libertação de Brock Turner, de 21 anos, ex-
aluno da Universidade de Stanford, depois de apenas três meses preso por cometer violência sexual. Ele foi detido em janeiro de 2015, acusado de ter estuprado uma mulher que estava inconsciente. Em março deste ano, Turner foi condenado, mas recebeu uma pena branda de seis meses e só cumpriu a metade.

É problema seu

Para combater o estupro, o Brasil precisa lidar com a chamada “cultura do estupro”. Segundo a ONU Mulheres, esse termo refere-se ao hábito que a sociedade tem de culpar as vítimas de violência sexual e à crença de que o comportamento sexual violento dos homens é normal. Na prática, isso significa que os brasileiros ainda acreditam que a mulher é culpada quando apanha do companheiro ou quando é estuprada. Outros acham normal as cantadas de rua. Essa cultura também valoriza a transformação da mulher em objeto sexual em propagandas de televisão, revistas e internet.

Denuncie

A punição de crimes sexuais depende de cada brasileiro e cada brasileira. Por isso, se você viu uma mulher apanhando, denuncie. Se você presenciou uma agressão verbal ou uma cantada na rua, denuncie. Se você viu uma colega de trabalho sofrer assédio sexual, denuncie. Se o seu companheiro a obrigou a fazer sexo, denuncie. As denúncias podem ser feitas de forma anônima no telefone gratuito, o no telefone da polícia militar 190.

quarta-feira, 21 de setembro de 2016

Nossos parabéns de hoje vai para Suleni

Alzenir, Suleni, Mônica, Miguel e João Nelo

Neste dia 21/09 a secretária do Conselho Tutelar de Touros, a senhora Suleni apaga mais uma velinha, ou seja, a mesma está aniversariando neste dia, e nós do conselho jamais poderíamos esquecer dessa pessoa que tem contribuído para o bom funcionamento deste orgão. Nós conselheiros desejamos muito sucesso, que você continue sendo essa pessoa proativa, dedicada e discreta.





segunda-feira, 19 de setembro de 2016

Respeitar os idosos é aceitar o próprio futuro


Nesta sexta recebemos no Conselho Tutelar de Touros a visita da senhora Etelvina da comunidade de Santa Luzia, ficamos admirados e felizes em saber que esta senhora tem 92 anos de idade e  totalmente lúcida. É bom lembrar que vivemos um tempo em que ninguém quer envelhecer, tudo bem, cada um deve cuidar do seu corpo e se existe tratamento de rejuvenescimento, nada contra, porém, as pessoas usam todos os recursos para maquiar a idade e destratar os idosos. Quem tem mais de 50 anos sabe as dificuldades existentes nessa sociedade preconceituosa, eu amo os idosos, e tenho um grande sonho, de um dia criar um espaço "casa do idoso" em prol deles. Salienta João Nelo.

quarta-feira, 7 de setembro de 2016

Independência do Brasil


A Independência do Brasil é um dos fatos históricos mais importantes de nosso país, pois marca o fim do domínio português e a conquista da autonomia política. Muitas tentativas anteriores ocorreram e muitas pessoas morreram na luta por este ideal. Podemos citar o caso mais conhecido: Tiradentes. Foi executado pela coroa portuguesa por defender a liberdade de nosso país, durante o processo da Inconfidência Mineira. Nós do CT de Touros desejamos a todos os tourense um feriado de paz e harmonia.

quinta-feira, 1 de setembro de 2016

Conselho Tutelar de Touros realiza palestra na comunidade de Perobas


O Conselho Tutelar esteve no dia 25/08 na comunidade de Perobas, um dos 27 distrito de Touros, a convite da então diretora Simone, a fim de realizar duas palestras, uma contra "A violência no ambiente escolar: bullying" e a outra palestra sobre o "Abuso e Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes". Como diz o ditado popular "é melhor prevenir do que remediar", essa tem sido uma das nossas preocupações enquanto conselheiros, trabalhar constantemente com prevenção.











segunda-feira, 22 de agosto de 2016

Encontro Estadual de Formação para Conselheiros Tutelares na cidade de Macau

Colegiado do Conselho Tutelar de Touros

Entre os dias 19, 20 e 21 de agosto aconteceu na cidade de Macau o III Encontro Estadual de Formação para Conselheiros Tutelares do estado Rio Grande do Norte, organizado pelo Conselho Tutelar de Macau em parceria com a Associação de conselheiros(as) tutelares e ex-conselheiros(as) tutelares dos municípios do estado do RN - ACECTURN. 

O Conselho Tutelar do Município de Touros participou da formação com todos os conselheiros presentes no evento durante os três dias de capacitação. Para mim foi um momento espetacular de compartilhar experiências e ao mesmo tempo de aprendizagem, principalmente para nós conselheiros que estamos em nosso primeiro mandato.


Certificado da capacitação

O evento teve à abertura na sexta 19/08 na Escola Municipal Padre João Penha Filho, com a participação de vários conselheiros tutelares de várias cidades do Rio Grande do Norte, Paraíba e Pernambuco, além da participação de algumas autoridades e palestrantes.

Foram abordados no evento várias temáticas: História do Direito da Criança e do Adolescente no Brasil e no Mundo (Códigos de Menores de 1927 e 1979); Convenção Internacional dos Direitos da Criança/ONU/1989 e, Constituição Federal de 1988); Princípios Constitucionais da Legalidade, Impessoalidade, Moralidade, Publicidade e Eficiência (art. 37/CF); Natureza Jurídica do Conselho Tutelar (art. 131/Estatuto): Atribuições do Conselho Tutelar como órgão de controle (art. 136/Estatuto); Requisições de Serviços Públicos pelo Órgão Conselho Tutelar - Rede de Serviços (art. 136 - m, "a"/Estatuto) e Decisões dos Órgãos Pluripessoais e sua Revisibilidade (art. 137/Estatuto). Totalizando 24h de formação.

É importante lembrar que a cidade de Macau é um município brasileiro no estado do Rio Grande do Norte, localizado na microrregião de Macau, na Mesorregião Central Potiguar e no Polo Costa Branca. De acordo com o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), no ano 2008 sua população era estimada em 27.951 habitantes. Macau possui uma área territorial de 788 km² e está localizada a 175 km da capital do estado, Natal.

O município de Macau está numa região produtora de sal marinho (uma das principais do Brasil), petróleo e de pescados, sendo um dos maiores produtores nacionais de sardinha. Macau é bastante conhecida na região por seu carnaval, o que atrai visitantes de quase todo o estado do Rio Grande do Norte.


 CT de Touros e ao centro o palestrante George
 CT de Touros, Rio do Fogo e Pureza
 Conselheiro João Nelo e os novos carros do conselho
  Conselheiro João Nelo e os vários veículos dos conselhos tutelares
  Conselheiro João Nelo, Miguel e Paulo
 Oficina com diversos conselheiros
 Participação do Deputado Estadual Hermano Moraes
 Deputado Estadual Hermano Moraes ao centro com os conselheiros de Macau
 Conseheiro João Nelo e o Deputado Estadual Hermano Moraes
 Participação da conselheira e presidente do Conselho Tutelar de Touros
 Conselheiro Tutelar e a representação do município de Touros em Macau
 Conselheiros de Touros (João Nelo, Paulo Emídio, Miguel Joaquim, Alzenir e Mônica)
 Participação do conselheiro Paulo Emídio de Touros
                   Conselheiros de Touros (João Nelo, Paulo Emídio, Miguel Joaquim, Alzenir e Mônica)

quarta-feira, 17 de agosto de 2016

O Conselheiro Tutelar pode candidatar-se ao cargo de vereador?

Neste vídeo tira-dúvida, o palestrante e consultor Luciano Betiate, esclarece o direito à filiação partidária do Conselheiro Tutelar e a necessidade de desincompatibilização para concorrer a um cargo eletivo.